Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR

Perguntas e respostas sobre transexuais, travestis e demais transgêneros

O que é Gênero?

Refere-se à identidade adotada ou atribuída a uma pessoa de acordo com seus genitais, psicologia ou seu papel na sociedade. Para a maioria das pessoas, homem ou mulher. Ainda que gênero seja usado como sinônimo de sexo, nas ciências sociais e na psicologia refere-se às diferenças sociais, conhecidas nas ciências biológicas como papel de gênero. Historicamente, o feminismo posicionou os papéis de gênero como construídos socialmente, independente de qualquer base biológica. Pessoas cuja identidade de gênero difere do gênero designado de acordo com os genitais são normalmente identificadas como transexuais ou transgêneras.

O biólogo britânico Richard Dawkins critica o uso da palavra gênero como um sinônimo eufemístico de sexo, pelo fato de que essa palavra foi tomada como empréstimo do conceito de gênero gramatical, que só reflete a divisão entre masculino e feminino em algumas línguas (principalmente as indo-européias), enquanto outras possuem outros tipos de divisão de gêneros totalmente desvinculada do sexo, como, por exemplo, gênero animado e gênero inanimado.

O que é o Binarismo de Gênero?

É a idéia da divisão de gênero em dois: masculino e feminino.

O que é Identidade de Gênero?

Identidade de Gênero diz respeito a qual gênero nos identificamos (masculino, feminino...). A identidade de gênero não necessariamente corresponde ao sexo biológico. De forma que há pessoas que são mulheres, mas possuem pênis; há pessoas que são homens, mas possuem vagina.

O que é Papel de Gênero?

O papel de gênero diz respeito à construção social. É com qual gênero o mundo nos identifica de acordo com a nossa aparência (roupas, acessórios, cabelos, aparência física...).

Dentro da nossa sociedade, por exemplo, aos homens é vetado usar saias, vestidos, batons, esmaltes (...). De um modo geral, todos esses acessórios são vistos como femininos e quem os usa é considerado mulher. Da mesma forma, barba e bigode são características que essa sociedade considera masculinas e, logo, quem os usa é considerado homem.

O que é Orientação Sexual?

A orientação sexual diz respeito ao gênero pelo qual nos atraímos.

  • Se uma pessoa tem identidade de gênero feminina (mulher) e se atrai por alguém com identidade de gênero feminina, logo, ela é homossexual.
  • Se uma pessoa tem identidade de gênero feminina (mulher) e se atrai por alguém do gênero masculino, logo, ela é heterossexual.
  • Se uma pessoa tem identidade de gênero feminina (mulher) e se atrai por pessoas dos gêneros masculino e feminino, logo, ela é bissexual.
  • Se uma pessoa tem identidade de gênero masculina (homem) e se atrai por alguém com identidade de gênero masculina, logo, ela é homossexual.
  • Se uma pessoa tem identidade de gênero masculina (homem) e se atrai por alguém do gênero feminino, logo, ela é heterossexual.
  • Se uma pessoa tem identidade de gênero masculina (homem) e se atrai por pessoas dos gêneros masculino e feminino, logo, ela é bissexual.

O que é ser Transexual?

Transexual é uma pessoa que quando nasceu foi registrada de um gênero diferente daquele com o qual se identifica.

O que é ser Cissexual?

Cissexual é uma pessoa que possui identidade de gênero idêntica à registrada quando do nascimento.

O que é ser Travesti?

A diferença entre travesti e transexual se dá por sustentação artificial, muitas vezes sócio econômica, do ponto de vista médico, a maioria prefere dizer que ser travesti é ter prazer em usar o próprio órgão sexual, ainda que a pessoa nascida e compulsoriamente designada como homem no registro, identifique-se como mulher. Assim, as travestis não gostariam de fazer a cirurgia de transgenitalização. De qualquer forma, pessoas que foram registradas como pertencendo ao sexo masculino, quando nasceram, mas que são travestis, preferem ser tratadas no feminino, como qualquer outra mulher. Historicamente, as pessoas nascidas e compulsoriamente designadas como mulheres, porém, que se sentem e se vêem como homens, sempre reclamaram para si o título de homens trans, transhomens ou homens transexuais, de forma que não.

O que é ser Cisgênero?

Cisgêneras são todas as pessoas que possuem identidade e papel de gênero correspondentes com o que foi registrado quando do nascimento.

O que é ser Transgênero?

Transgêneras são todas as pessoas que possuem identidade e/ou papel de gênero divergentes com o que foi registrado quando do nascimento.

O que é ser Mulher? O que é ser Homem?

Ser mulher, ou ser homem é uma construção histórica, social e política refletindo no psíquico/psicológico. É o biológico que se submete ao psíquico e, não o contrário.

Alguns homens perderam seus pênis em acidentes ou por motivos de doença, deixaram de ser homens? Não! Pois o fato do sujeito ser homem não está afiançado pelo pênis.

Algumas mulheres removeram mamas, removeram útero, ovários... Deixaram de ser mulheres? Não! Pois ser mulher não é algo que está instalado em uma parte específica do corpo.

Da mesma forma que, possuir cromossomos XX não impede que uma pessoa viva como alguém do gênero masculino e seja vista como homem. Do mesmo modo, do ponto de vista prático, ter cromossomos XY não impede que alguém viva e seja vista como mulher.

A diferença entre uma mulher transexual e uma mulher não transexual é que a não transexual é biológica?

Não! Inclusive o corpo de pessoas transexuais é biológico. Essa definição: homems/mulheres biológicos e não-biológicos é excludente e limitadora. Não é apenas o corpo/fisiologia das pessoas que as faz homens/mulheres, mas, como vimos, todo um grande conjunto que não pode ser esquecido.

O que é FtM? O que é MtF?

Alguns teóricos dividem as pessoas transexuais em FtM (sigla vinda do inglês [Female to Male - Fêmea para Macho]) para designarem pessoas que quando nasceram foram registradas como alguém do sexo feminino, porém a pessoa se identifica/apresenta como homem; e MtF ([Male to Female - Macho para Fêmea]) para designarem pessoas que quando naceram foram registradas como do sexo masculino, porém se identificam/apresentam como mulheres.

Dizer "uma mulher transexual" é o mesmo que dizer "gay"?

Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Uma mulher transexual (alguém que foi registrada quando do nascimento do sexo masculino, porém se identifica/apresenta do gênero feminino) quando se relacionar com um homem (transexual ou cissexual) será considerada heterossexual, com outra mulher (transexual ou cissexual) será considerada homossexual/lésbica e tanto com homem quanto com mulher (transexuais ou cissexuais) será considerada bissexual.

Dizer "um homem transexual" é o mesmo que dizer "lésbica"?

Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Um homem transexual (alguém que foi registrado quando do nascimento do sexo feminino, porém se identifica/apresenta do gênero masculino) quando se relacionar com uma mulher (transexual ou cissexual) será considerado heterossexual, com outro homem (transexual ou cissexual) será considerado homossexual/gay e tanto com homem quanto com mulher (transexuais ou cissexuais) será considerado bissexual.

Uma mulher transexual era um homem que virou mulher? Um homem transexual era uma mulher que virou homem?

Não! Ninguém vira homem ou mulher. Ser homem ou ser mulher não está instalado nos genitais. Logo, uma mulher transexual nunca foi um homem, apesar de ter sido registrado do sexo masculino por conta dos genitais. Assim como, um homem transexual nunca foi mulher, apesar de ter sido registrado como alguém do sexo feminino por conta dos genitais. Como vimos anteriormente, ser homem ou ser mulher é algo que extrapola o campo dos genitais.

Uma travesti é um homem gay com roupas de mulher?

Não! Travesti não é uma pessoa com identidade de gênero masculina, logo, não é homem.

Dizer "o travesti" é ofensivo? [Ao se referir às travestis - papel de gênero feminino]

Sim! Travestis se apresentam como mulheres e é respeitoso tratá-las no feminino.

O que é Transfobia?

A transfobia refere-se à discriminação contra as pessoas transgêneras (o que inclui travestis e transexuais). Seja intencional ou não, a transfobia pode causar severas consequências para quem sofre esta discriminação. As Pessoas transsexuais também podem ser alvo da homofobia, tal como as pessoas homossexuais podem ser alvo de transfobia, por parte de pessoas que incorretamente não distinguem identidade de género de orientação sexual.

Como outras formas de discriminação, o comportamento discriminatório ou intolerante pode ser direto (desde formas fisicamente violentas até recusas em comunicar com a pessoa em causa) ou indireto (como recusar-se a garantir que pessoas transsexuais sejam tratadas da mesma forma que as pessoas cissexuais).

O que é Cissexismo?

Qualquer discriminação baseada em:

  1. Na noção de que só existe um tipo de morfologia (corpo) e este deve estar alinhado com o gênero designado ao nascer e/ou;
  2. Noção de que só existem 2 gêneros (binários: masculino/feminino) e que uma pessoa deve estar alinhada dentro de um desses 2, e/ou;
  3. Noção de que uma pessoa trans* tem uma vivência menos ‘verdadeira’, e/ou nunca será ‘verdadeira’ se não fizer modificações em seu corpo para ficar mais próxima de um dos gênero binários, e/ou;
  4. Noção de que uma pessoa precisa estar dentro de um desses gêneros binários, porque senão ela não será feliz, ou não será aceita etc. e/ou;
  5. Noção de que pessoas que não se encaixam no binário são doentes mentais, tem patologia e precisam se tratar de algum modo para se curar e que essa cura ou será o alinhamento ou o processo transsexualizador, e/ou;
  6. Noção de que o corpo da pessoa é “bizarro”, que ela não pode viver no “entre” etc. o que pode caracterizar também transmisoginia e/ou transmisandria e/ou;
  7. Noção de que a pessoa “dá pinta”, é muito “escandalosa” chama atenção, principalmente no que diz respeito a performance/atitudes que não estão alinhadas do ponto de vista cis. Achar que porque essa pessoa ‘chama atenção’ e não age como esperado do alinhamento cis, ela irá “atrapalhar a causa”, “estragar a imagem do grupo” etc. Atenção porque esse discurso está bastante difundido no meio LGBT. E/ou;
  8. Uso de termos ofensivos, mas que muitas pessoas (atenção LGBT’s) não acham ofensivos, ou evocar arbitrariamente (sem a permissão da pessoa) o nome designado ao nascer, a experiência “pregressa” (falar em “antes” e “depois” é cissexista também); termos como ‘transvestir’,'transformista’, ‘traveco’, ‘transsex’, ‘t-gata’ (sim ‘t-gata’ é um termo fetichizador cissexista e sexista também, objetificador: atenção pessoas que se identificam como “t-lovers”); uso de termos como crossdress, drag, drag queen/king, quando você não sabe qual é a identidade da pessoa. E/ou;
  9. Cont. item 8 – Designar arbitrariamente a identidade da pessoa. Conhecer alguém e prontamente decidir qual é a ID da pessoa baseada na imagem (visual e/ou performática) (da sua posição cis) que você tem dela. Alinhar pronomes e identidades também é cissexista. E/ou;
  10. Na simples discriminação pela pessoa não ser cis, por ter qualquer comportamento diferente do esperado pelo alinhamento cis. Nesse ponto o sexismo também tem papel importante. Cissexismo e Sexismo são faces da mesma moeda. Desenvolverei esse assunto em outro post. E/ou:
  11. Qualquer outra situação que se encaixar em discriminação, pois com certeza não consegui listar tudo aqui, existem inúmeras outras.